Conteúdos sobre Exercícios na Gestação

Exercícios no Pós-parto – personal gestante Gizele Monteiro no programa “Lá em Casa”

18-dez-11

Por Gizele Monteiro – personal gestante

“Exercícios no pós-parto” foi o tema do programa “Lá em casa” com a apresentadora Vanessa Caubianco.

A personal gestante Gizele Monteiro contou como é um programa de exercícios para as mamães no pós-parto e também orientou as gestantes a se manterem ativas.

Vanessa Caubianco Publicitária, jornalista e mãe de um casal de gêmeos fofíssimo. Sou apresentadora do LÁ EM CASA, um programa de entrevistas que fala sobre a maternidade no século XXI e vai ao ar toda terça, às 16h, na AllTV (www.alltv.com.br).

 

 

Exercícios na Gravidez – Estética ou Saúde?

31-jul-10

Profa. Ms Gizele Monteiro

Este é um tema bastante polêmico Exercícios na Gravidez – Estética ou Saúde? Mas antes de aprofundarmos nesta questão vamos abordar a relação da importância do exercício.

pregnantballÉ fato que o interesse das pessoas em realiza exercícios  concentra-se muito mais na questão estética que a saúde. Deveria ser o contrário, mas é uma realidade moderna onde desde cedo a mídia influencia a maneira que vemos nosso corpo e como temos que ser para estar dentro de um padrão.

Isso não tira o crédito e os benefícios que acompanham quem ingressa num programa de exercícios, qualquer que seja seu objetivo. Se bem orientado, juntamente com a estética, alia-se a saúde. E se analisarmos, mesmo que a pessoa busque por exemplo o emagrecimento por questão estética, o próprio efeito que ela deseja melhora a sua saúde. Se a pessoa pretende definir o seu corpo … aliado a esse efeito vem a melhora da postura, qualidade de movimento, diminuição de dores por origens posturais, etc, etc …

DURANTE A GRAVIDEZ … muitas mulheres também buscam o exercício pela mesma, questão, a estética… controlar o seu peso. Da mesma forma, um programa bem orientado promoverá uma série de benefícios e esse controle do ganho de peso também está aliado a melhora da saúde dela e prevenção de desconfortos e doenças associadas ao ganho de peso excessivo.

O problema começa quando o profissional ou  a atividade que a gestante busca não respeitam as novas condições fisiológicas e biomecânicas da mulher em período gestacional, levando a uma sobrecarga cardíaca ou muscular, que podem interferir na saúde e formação do bebê e também podem originar lesões e aumento de dores na mamãe.

Por isso, a preocupação com a boa forma durante a gestação é uma questão de saúde, tanto para a futura mamãe quanto para o bebê.

O exercício na gravidez bem orientado pode aliviar vários desconfortos como inchaço nas pernas, dores nas costas e problemas de postura. Tudo é ligado ao peso a mais, alterações fisiológicas e biomecânicas.

Escolher o que fazer, no entanto, exige cautela. “Por mais saudável que a mulher seja, a gravidez requer cuidados especiais” e portanto precisa de um profissional especializado e que tem condições de oferecer um serviço diferenciado.

Hoje temos programa e profissionais especializados:

força bola gestante- Personal Gestante – profissional especializado em exercícios para gestantes, como elaboaração de programa especifico para cada trimestre, cada gestante com base nos dados obstétricos – biomecânicos, fisiológicos (controle da freqüência cardíaca, pressão arterial durante o exercício físico)

- Ginástica para Gestantes – programa de exercícios localizados, posturais e alongamento direcionados para o período gestacional. Esse programa também pode ser desenvolvido de forma individual adaptando-se o exercício para cada gestante.

- Hidrogestante - aulas de hidroginástica direcionada apenas para gestantes – o programa também é modificado em sues movimentos, há o acompanhamento de parâmetros fisiológicos.

Gestantes em condições especiais também podem ser atendidas:

0,,16058446,00- atividades especificas para gestantes de alto risco – hipertensão, diabetes, grávida de gêmeos. O acompanhamento é mais detalhado em casos de gravidez de risco  os exercícios são mais leves do que os aplicados para outras gestantes e cuidados específicos são importantes para estas futuras mamães

A liberação do obstetra é fundamental.

Mais Vida Gestantes – atendimento diferenciado para clientes diferenciadas.

Fone: 2867.3307 / 7871.4162

Personal Gestante – Profissional especializado em Exercícios para Gestantes

29-jul-10

Profa. Ms Gizele Monteiro

Especialista em prescrição de exercícios para Gestantes

Diretora do Mais Vida Gestantes

PERSONAL GESTANTE – PROFISSIONAL ESPECIALIZADO EM EXERCÍCIOS PARA GESTANTES

O Personal Training a cada dia tem se tornado um profissional mais completo e especializado.

Isso agora está acontecendo com o atendimento na gravidez. Nessa semana que passou me ligaram 2 jornalistas buscando matérias sobre o “Personal Gestante” e então realmente pude perceber o quanto a mídia já está tabalhando com essa nova terminologia.

Mas o que é um PERSONAL GESTANTE?

Trainer_fitballPregUm profissional especializado na prescrição de exercícios para a gestante.

Para o Mais Vida Gestantes®  é um profissional preparado por nossa equipe de professores mestres e doutores através de um curso onde fundamenta-se todas as mudanças fisiológicas, biomecânicas - posturais e músculo-esqueléticas – do período gestacional.

Isso quer dizer que para  a mulher que deseja engravidar o profissional preparará o seu corpo fisicamente para esse momento – músculos posturais, debilidades de força e flexibilidade, sua condição aeróbica, sua musculatura do assoalho pélvico, etc.

Para a gestante a prescrição será organizada conforme os trimestres gestacionais, independente da atividade que irá realizar. Também pode haver a mudanças da atividade se houver a necessidade e o foco de manter uma atividade direcionada aos pontos relatados acima não são perdidos.

E … não podemos nos esquecer do pós-parto, onde o retorno das funções fisiológicas, biomecânicas, posturais são também respeitadas.

Por isso sempre procure um profissional especializado e você verá toda a diferença.

mais_vida_gestantesMAIS VIDA GESTANTES®

“Especializada em formar profissionais de qualidade”.

ATENDIMENTO:

e-mail: gizele@metodomaisvida.com.br

São Paulo: (11) 2867-3307 / 7871-4162

Bauru: (14) 8148-7888

Campinas: (19) 7804-1295

Rio de Janeiro: (11) 3242-3334 / 9209-3842

Corrida e Caminhada na Gravidez

19-abr-10

Profa. Ms Gizele Monteiro

Posso continuar fazendo minha corrida e caminhada na gravidez? Você já corre e engravidou e tem dúvidas se pode continuar correndo na gravidez.

corrida na gravidezO período gestacional causa mudanças em todo o organismo da mulher. Existem modificações cardiovasculares, respiratórias, metabólicas, termorregulatórias, hormonais e músculo-esqueléticas que levam a grandes alterações biomecânicas. Todas essas alterações devem ser observadas durante a prescrição de qualquer exercício nesse período e para a corrida não deve ser diferente. A orientação e controle são essenciais para a segurança da mãe e do bebê.

Pesquisadores internacionais não proíbem a corrida a gravidez, no entanto alertam para que realize essa atividade quem já estava acostumada a realizá-la. Quem nunca correu, não deve iniciar essa atividade durante a gravidez, essas devem buscar atividades sem impacto como caminhar, pedalar ou realizar atividades com exercícios localizados, alongamentos e com objetivos posturais.

Para ter um atendimento controlado e seguro, Mais Vida Gestantes está com um Grupo de Caminhada e Corrida e um programa de organização postural (que complementa a atividade da caminhada ou corrida) num ponto da USP. Para participar basta informar-se e inscrever-se.

A atividade aeróbica auxilia no controle do ganho de peso durante a gravidez e também ajuda a manter a aptidão física, além de estar associada a prevenção de doenças nesse período.

O problema de se iniciar essa atividade no caso a caminhada e corrida na gravidez é sua intensidade, o impacto sobre um corpo que não tem a musculatura preparada. Do ponto de vista funcional a intensidade da atividade pode sobrecarregar o sistema cardíaco (em grande mudanças durante a gravidez), sobrecarregar articulações e ligamentos (mais frouxos pela ação hormonal) e promover dores por causa do estresse biomecânico que haverá devido as mudanças posturais, lembrando que o músculo não é preparado por causa do sedentarismo.

Devido as grandes alterações cardiovasculares que ocorrem ao longo da gestação, o profissional deve conhecer muito bem a fisiologia gestacional para que saiba como adequar a intensidade, duração e o volume semanal e mensal dessa atividade, sempre de acordo com as mudanças mensais e trimestrais que irão ocorrer. Somente dessa forma o exercício será seguro para a mãe e o bebê.

Algumas mulheres conseguem permanecer correndo normalmente até o 8o mês de gravidez, mas isso não é uma regra. Caso a gestante sinta desconforto poderá parar ou intercalar com outra atividade de menor impacto.

Qualquer liberação para o exercício físico, seja qual for ele, sempre deverá ser feito após uma avaliação da saúde materno-fetal do seu obstetra e o acompanhamento clínico durante este período é fundamental.

Veja uma reportagem sobre mulheres que correram durante a gravidez (feita para ESPN Brasil) no blog da nossa parceira Zazou, vale a pena conferir a matéria:  http://blog.zazou.com.br/2009/07/19/video_corrida_na_gravidez/

Veja também outros artigos em nosso site:

http://metodomaisvida.com.br/conteudo/2//2010/04/16/grupo-de-caminhada-e-corrida-para-gestantes-nova-parceria-do-mais-vida-gestantes/

http://metodomaisvida.com.br/conteudo/2//2009/07/08/corrida-na-gravidez/

http://metodomaisvida.com.br/conteudo/2//2009/06/24/o-exercicio-pode-interferir-na-amamentacao/

Que exercícios as gestantes podem fazer?

24-mar-10

Profa. Ms Gizele Monteiro

Uma dúvida muito comum acompanha gestantes e profissionais da área … que exercícios são permitidos durante a gestação?

A primeira coisa a se observar é se o médico libera para a realização de exercícios e também para a atividade que a gestante deseja fazer ou o profissional deseja prescrever. Após esse passo a gestante está liberada para a atividade, porém todo o controle e conhecimento também deve ser levado em consideração.

MUSCULAÇÃO PARA GESTANTES – uma das atividades mais utilizadas hoje nas academias.

A musculação,  por exemplo, é uma atividade muito usada hoje nas academias e por professores que trabalham com treinamento personalizado, porém não são todos os médicos que a liberam. Se bem orientada é uma atividade muito importante e interessante, uma vez que fortalece musculaturas responsáveis pelo controle postura. Há sempre a necessidade, independente do exercícios de realizar ajustes conforme a individualidade da gestante. Desde que liberada pelo médico, tanto a gestante que era sedentária, quanto a que já fazia musculação podem fazê-la. Leia mais…

Exercício durante a gravidez melhora coração da mãe e do bebê

16-dez-09

Por Donna Krupa – Diário da Saúde – 18/11/2008

Benefícios para todos

Estudos anteriores demonstraram que os exercícios durante a gravidez têm um efeito positivo nas futuras mamães e nenhum impacto prejudicial ao feto em desenvolvimento.

Um novo estudo agora leva esse conhecimento um pouco mais adiante, ao descobrir que não apenas as mulheres se beneficiam dos exercícios, mas também os seus futuros bebês.

Magnetocardiografia

Os cientistas levantaram a hipótese de que o exercício  durante a gravidez possa ter efeitos benéficos sobre a programação cardíaca fetal ao reduzir a taxa de batimentos cardíacos do feto e aumentar a variabilidade dessa taxa de batimentos.

Como resultado, um componente chave da pesquisa envolveu a magnetocardiografia, o equivalente magnético do eletrocardiograma. A magnetocardiografia é um método seguro e não-invasivo para registrar o campo magnético ao redor das correntes elétricas geradas pelo coração e pelo sistema nervoso do feto.

Além de medir a taxa de batimentos cardíacos e sua variabilidade, a magnetocardiografia permite o estudo das formas de onda cardíacas para medir os intervalos de tempo entre os batimentos.

Monitoramento fetal

Para o estudo, os registros fetais foram obtidos desde as 24 semanas de gravidez até o parto. Os eventos maternal e fetal foram gravados em tempo real. Movimentos fetais, tais como respiração e movimentos do corpo e da boca, foram gravados usando a magnetocardiografia para determinar o estado fetal e para rastrear acelerações na taxa de batimentos cardíacos.

Os exames foram feitos, em intervalos de quatro semanas, em mulheres grávidas classificadas entre as que faziam exercícios físicos e as que se declaravam sedentárias. As mulheres foram agrupadas de acordo com a freqüência, intensidade e duração dos exercícios físicos.

Efeitos dos exercícios físicos na gravidez

Os pesquisadores descobriram que:

  • os fetos de mães que fazem exercícios físicos apresentam taxas de batimentos cardíacos significativamente mais baixos. As taxas de batimentos cardíacos dos fetos de mães que não se exercitam são mais elevadas independentemente da atividade fetal ou da idade gestacional;
  • as diferenças entre as taxas de batimentos cardíacos dos dois grupos foram estatisticamente significantes em todas as idades gestacionais estudadas;
  • a análise da variabilidade cardíaca de curto e longo prazos mostrou diferenças estatísticas significativas na 32ª semana de gestação e, menos significativas, na 36ª semana.

Mãe e bebê com corações mais saudáveis

“Este estudo sugere que uma mãe que se exercita pode não apenas desfrutar dos benefícios dos exercícios para o seu próprio coração, mas também ter resultados benéficos para o coração do seu bebê. Como resultado deste estudo-piloto, nós planejamos continuar a analisar o assunto para incluir mais mulheres grávidas na pesquisa, afirma Dra. Linda E. May, coordenadora do estudo.

CORRIDA NA GRAVIDEZ

08-jul-09

Por Gizele Monteiro – Personal Gestante

Corrida na Gravidez - by Gizele Monteiro

Corrida na Gravidez – by Gizele Monteiro

Corrida na Gravidez – continuar ou parar?

Como muitas gestantes me procuram com esta dúvida, resolvi escrever sobre a Corrida na Gravidez.

O período gestacional causa mudanças em todo o organismo da mulher. Existem modificações cardiovasculares, respiratórias, metabólicas, termorregulatórias, hormonais e músculo-esqueléticas que levam a grandes alterações biomecânicas. Todas essas alterações devem ser observadas durante a prescrição de qualquer exercício nesse período.

Muitas mulheres têm dúvidas se podem correr durante a gravidez. Pesquisadores internacionais não proíbem a corrida na gravidez, no entanto alertam para que realize essa atividade quem já estava acostumada a realizá-la. Quem nunca fez atividade física, não deve iniciar com corrida na gravidez, essas devem buscar atividades sem impacto como caminhar, pedalar ou realizar atividades com exercícios localizados, alongamentos e com objetivos posturais.

A atividade aeróbica auxilia no controle do ganho de peso durante a gravidez e também ajuda a manter a aptidão física, além de estar associada a prevenção de doenças nesse período.

Devido as grandes alterações cardiovasculares que ocorrem ao longo da gestação, o profissional deve conhecer muito bem a fisiologia gestacional para que saiba como adequar a intensidade, duração e o volume semanal e mensal dessa atividade, sempre de acordo com as mudanças mensais e trimestrais que irão ocorrer. Somente dessa forma o exercício será seguro para a mãe e o bebê.

Algumas mulheres conseguem permanecer correndo normalmente até o 8o mês de gravidez, mas isso não é uma regra. Caso a gestante sinta desconforto poderá parar ou intercalar com outra atividade de menor impacto.

Qualquer liberação para o exercício físico, seja qual for ele, sempre deverá ser feito após uma avaliação da saúde materno-fetal do seu obstetra e o acompanhamento clínico durante este período é fundamental.

Lançamento do Blog da personal gestante Gizele Monteiro

07-jul-09

Olá pessoal! Olá gravidinhas e mamães!

É com imenso prazer que informo que meu blog já está no ar!

Gizele Monteiro no programa Papo de Mãe

Gizele Monteiro no programa Papo de Mãe

 

O Blog será um espaço para as mamães e as mulheres que estão buscando informações sobre a maternidade, saúde, alimentação e exercícios nesse período.

Gizele Monteiro - personal gestante

Gizele Monteiro – personal gestante

Teremos sempre muitas novidades. Espero sua visita!

Profa. Gizele Monteiro – personal gestante

www.gizelemonteiro.com.br

GANHO DE PESO DURANTE A GRAVIDEZ – BENEFÍCIOS DO EXERCÍCIO

26-mai-09

Profa. Ms. Gizele Monteiro

Um dos maiores medos da mulher na gestação é engordar e é comum ouvirmos mulheres dizendo que engordaram 20-25 kilos durante a gravidez. Além da estética será que existe algum perigo para o excessivo ganho de peso durante a gravidez, existe riscos para a mulher e para o bebê associados a esse aumento de peso?

De fato a mulher tem que aumentar o seu peso e esse é distribuído entre o conteúdo feto-placentário e mais os tecidos da mulher que também aumentam como coração, mamas, líquidos, e é claro, a gordura.

Durante a gestação, existem duas fases metabólicas bem definidas:

- Ganho de Peso na Gravidez (no primeiro e segundo trimestres)

No primeiro e segundo trimestres há o crescimento fetal mínimo e nessa fase há o grande perigo do aumento da gordura porque a mãe além do metabolismo alterado, ela tem mais fome e come mais, processo denominado hiperfagia, resultando então no aumento do peso corporal materno, especificamente pelo grande acúmulo de gordura. Portanto o ganho de peso na gestação se dá pelas mudanças teciduais e gordura.

Uma das maravilhas é que todo esse processo faz com que a mulher durante a gestação poupe sua glicose para o seu bebê. Há uma inversão metabólica em seu organismo fazendo com que ela estoque gordura para ter alimento para ela e disponibilizando dessa forma a quantidade adequada de glicose para crescimento e formação do bebê.

- Ganho de Peso na Gravidez (no último trimestre)

No último trimestre, há o intenso crescimento fetal, que é sustentado pela transferência de nutrientes da circulação materna. O acúmulo de gordura cessa e em muitos casos, há até queda nos depósitos de gordura. Especialmente nesse período (terço final), os pesos fetal e placentário aumentam aceleradamente elevando as necessidades calóricas à custa do metabolismo materno.

Iniciar a gestação com sobrepeso, obesidade ou ganhar peso excessivo durante, são fatores de risco e podem levar a gestante ao desenvolvimento de hipertensão arterial e pré-eclâmpsia. Há o risco também de desenvolvimento de diabetes gestacional que está associado a um crescimento fetal exagerado (macrossomia fetal). Essas situações podem provocar riscos obstétricos durante o parto e obesidade pós-parto. Cerca de 45% das mulheres obesas no mundo ganharam peso após a gravidez.

Benefícios do Exercício na Gestação

Um dos benefícios com a prática de exercícios na gestação é auxiliar no controle do ganho de peso, controlando dessa forma o ganho de gordura (aumento da adiposidade).

O controle no ganho de peso durante gravidez também está associado a um melhor controle da pressão arterial, prevenindo pré-eclâmpisa e eclâmpsia; e prevenção de diabetes gestacional.

Todos esses benefícios levam a redução de complicações no parto, favorecendo a saúde da mulher e do bebê.

O Mais Vida Gestantes® – Programa de Exercícios Físicos para Gestantes foi especialmente desenvolvido para dar um atendimento seguro e eficaz durante a Gravidez e Pós-parto, direcionado por profissionais altamente qualificados levando a mulher a uma gestação saudável e com a disposição necessária para a mulher moderna.

Atividade Física na Gravidez

26-abr-09

Por Gizele Monteiro – personal gestante

A diminuição da atividade física na gravidez é comum ocasionando a queda no nível de aptidão física da mulher. Desta forma, é interessante que as mulheres realizem atividade física na gestação.

De acordo com o Colégio Americano de Ginecologia e Obstetrícia (ACOG) a recomendação de exercícios na gravidez para mulheres sem complicações obstétricas é a mesma recomendada pelo Centro de Controle de Doenças e Colégio Americano de Medicina Esportiva (CDC/ACMS), ou seja, acumular pelo menos 30 minutos de exercícios moderados todos os dias.

Há uma necessidade de alterações nos programas de exercício devido as mudanças endócrinas, cardiovasculares e posturais ocorridas durante o período gestacional, e para isso o acompanhamento de profissionais de Educação Física capacitados e que entendam essas mudanças, deve ser primordial. Neste momento a individualidade da mulher gestante deve ser respeitada para não colocar em risco o binômio mãe-feto.

Os benefícios de exercícios físicos bem orientados são diversos e atingem diferentes áreas do organismo materno.

Benefícios do exercício na gestação:

  1. Reduz e previne as lombalgias,
  2. Controle da adiposidade e do ganho de peso gestacional,
  3. Controle da pressão arterial, diminuir o inchaço,
  4. Aumento ou manutenção a aptidão física,
  5. Atuar na melhora da saúde psicológica, como auto-imagem, ansiedade, bem estar e humor.

Estudos epidemiológicos ainda relatam a diminuição de riscos de diabetes gestacional e pré-eclâmpsia em mulheres que mantêm maiores níveis de atividade física antes e durante a gestação.

Desta forma, recomenda-se um estilo de vida ativo a ser adotado por mulheres gestantes, pois assim além de uma gravidez saudável proporciona uma recuperação mais rápida no pós-parto.

Referências

ACOG (American College of Obstetricians and Gynecologists). Committee on Obstetric. Exercise during pregnancy and the postpartum period. Pratice Bulletin. Number 267. Am Col Obstet Gynaecol. 2002; 99:171-173.

JOINT SOGC/CSEP CLINICAL PRACTICE GUIDELINE. Exercise in pregnancy and the postpartum period. JOGC. 2003; 129:1-7.